Tilápia: Rainha das Águas Doces

A tilápia é um peixe de origem africana e possui mais de 70 espécies, sendo 9 delas cultivadas em mais de 100 países. No brasil sua criação teve início por volta do século XX (1971), porém o cultivo comercial se deu na década de 80. O Paraná é o maior estado produtor de tilápia, chegando a 130.000 toneladas e o Brasil fica como quarto colocado no ranking mundial (China em primeiro lugar com 1,93 mi de toneladas) – FAO 2020.

É considerada uma espécie rústica, se adapta às variações do ambiente e sistemas de cultivo, resistente à doenças e parasitas, possui alta taxa de crescimento, além disso, também tem grande aceitação de mercado e excelente qualidade de carne.

Criação e particularidades: saiba tudo sobre cultivo de tilápias -  Engepesca - Redes para Aquicultura
Tilápia (Fonte: Engepesca)

As principais tilápias são: Tilápia-do-Nilo, possui alta prolificidade, atinge maturidade sexual entre 4-6 meses, é onívora e possui o melhor rendimento de filé. A Tilápia-Azul tem origem em Israel e é bastante tolerante ao frio bem como muito utilizada para produção de híbridos. Tilápia-Moçambique, tolera altas salinidades assim como a Tilápia-Zanzibar, o cruzamento entre a Tilápia do Nilo e a Tilápia de Moçambique gera a Tilápia-Vermelha (híbrido).

Tilápia-do-nilo | Fauna | G1
Tilápia-do-Nilo (Fonte: G1)
Tilápia de Zanzibar nadando entre outras
Tilápia-de-Zanzibar (Fonte: MF Rural)
Tilápia Moçambique com fundo preto
Tilápia-de-Moçambique (Fonte:MF Rural)
Tilápia Azul nadando entre alevinos
Tilápia-Azul (Fonte: MF Rural)
Foto de Tilápia Vermelha e mais fotos de stock de Comida - iStock
Tilápia Vermelha (Fonte: iStock)

As tilápias são peixes de desova parcelada e constante, não migrador e de incubação dos ovos na boca da fêmea. Por ter desova parcelada isso faz com que a fêmea tenha gasto energético e ocasiona aumento populacional muito rápido, tendo maior competição por alimento, por isso, há técnicas de controle reprodutivo como: seleção manual (separar o que é macho e o que é fêmea), inversão sexual (na fase de larva), supermacho e produção de híbridos.

A criação se dá basicamente em três fases: larvicultura e alevinagem, crescimento e engorda, somando o tempo de produção de 5-6 meses. O sistema de cultivo depende das condições do produtor, podendo ser em tanques escavados, tanques de concreto, tanques rede e raceways (complexo, necessita de aeradores, funcionários qualificados, arraçoamento, maior controle de doenças). Há também a possibilidade de policultivo em viveiros escavados com duas ou mais espécies em consórcio como, por exemplo, tilápia e camarão em áreas superiores a 1000m2 – é necessário que se tenha conhecimento do tempo de cultivo de cada espécie para melhor aproveitamento dos dois cultivos.

O Brasil tem muito potencial para subir no ranking devido a sua condição hídrica, necessita do impulso tecnológico e de profissionais cada vez mais qualificados para atender a demanda dos consumidores. A tilápia já é um peixe bem aceito no mercado, facilitando o escoamento da produção, sendo muito importante os meios de comunicação para que a informação seja cada vez mais difundida.

Uma vez
Mensal
Anualmente

Nos ajude a melhorar cada vez mais, contribua com algum valor!

Fazer uma doação mensal

Fazer uma doação anual

Escolha um valor

R$2,00
R$5,00
R$20,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00
R$5,00
R$15,00
R$100,00

Ou doe um valor desejado!

R$

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

Agradecemos sua contribuição.

DoarDoar mensalmenteDoar anualmente

Referências:

http://www.aquiculturavenites.com.br/index.php/especies/especies-aux-4/tilapia-vermelha

https://engepesca.com.br/post/saiba-tudo-sobre-tilapias

http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-gente/fauna/noticia/2015/02/tilapia-do-nilo.html

https://www.istockphoto.com/br/foto/til%C3%A1pia-vermelha-gm152256584-14909051

A pesquisa teve base nas aulas sobre criação de tilápia oferecidas no curso de Zootecnia da UFSC.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s