Caprinocultura Brasileira

A caprinocultura é um ramo de grande potencial a ser explorado, contudo, não é muito reconhecido e incentivado quando comparado as outras culturas. Mas de fato esta atividade é de grande importância, pois auxilia na subsistência de famílias, estando muito presente na agricultura familiar.

Grande parte desta atividade está concentrada no nordeste, com pouco mais de 296 mil estabelecimentos e cerca de 7 milhões de cabeças, representando 90% do total do Brasil. Por apresentar clima semiárido, é uma região propícia para o desenvolvimento desses animais, que por sua vez são resistentes e de boa adaptação a condições de climas variáveis.

A carne caprina é uma ótima opção nutritiva, por apresentar baixo teor de colesterol e gorduras, com maciez, suculência e seu sabor característico. Já o leite possui até 20% mais cálcio e até 30% a menos de colesterol quando comparado com o leite bovino. Além disso, o couro pode ser aproveitado na indústria de vestuário e calçados.

Veja: Raça caprina saanen

Grande parte dos produtores relatam a dificuldade em encontrar especializações na área e até mesmo a escassez, em partes, no fornecimento de suprimentos e materiais para o setor. Além disso, a carência no apoio financeiro e a ausência de legislações específicas para auxiliar no comércio entre regiões tem acarretado em grandes desafios.

Devido a baixa disponibilidade de mão de obra especializada e a falta de assistência para atender as exigências do mercado, grande parte dos produtores não conseguem alcançar mercados mais competitivos, consequentemente, o pouco reconhecimento da atividade reduz a atratividade dos consumidores.

Apesar de ainda haver uma produção consideravelmente pequena, este setor vem se desenvolvendo ao longo dos anos e, para que se torne uma alternativa de desenvolvimento econômico e social, é preciso que haja fortalecimento da cadeia produtiva, estabelecendo uma política nacional para o setor que possibilite o desenvolvimento de polos de produção, a fim de atrair novos consumidores no mercado interno e externo.

Referências:

https://www.bvs-vet.org.br/vetindex/periodicos/atas-de-saude-ambiental/3-(2015)-2/caprinocultura-desenvolvimento-e-desafios/

https://sidra.ibge.gov.br/pesquisa/censo-agropecuario/censo-agropecuario-2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s