Problemas Respiratórios em Coelhos

Fonte: iStock

Coelhos são muito sensíveis e dependendo do manejo tornam-se ainda mais suscetíveis a doenças. Os problemas respiratórios são comuns e podem ser bem sérios. A principal preocupação é que esses animais respiram exclusivamente pelas narinas, isso significa que um nariz entupido pode trazer uma redução drástica na saúde dos peludos.

A principal doença respiratória entre os lagomorfos é a Pasteurelose, que pode chegar um estágio mais grave como uma pneumonia, atingindo os pulmões e causando grande dificuldade respiratória. Em casos severos, os animais tornam-se apáticos e perdem o apetite rapidamente. O seu tratamento é feito com antibióticos específicos.

Já a Pseudotuberculose ou Yersiniose é causada pela bactéria Yersinia pseudotuberculosis que se instala no organismo através do consumo de água ou alimentos contaminados por fezes de roedores. A doença se propaga lentamente através da colônia, observa-se inchaço nas articulações e, muitas vezes, nódulos abdominais tornam-se palpáveis. Órgãos como baço, fígado, intestino e pulmões quase sempre são afetados. As lesões microscópicas são semelhantes às da tuberculose. Infelizmente nenhum tratamento é recomendado, devendo-se sacrificar todos os animais doentes. A prevenção da entrada de roedores e certificação da higiene da ração, da água e do ambiente são medidas indispensáveis no controle dessa enfermidade.

Por fim temos os resfriados e a coriza, que são doenças de menor complexidade, podendo ocorrer em qualquer época do ano, quando os coelhos estão expostos a correntes de ar e umidade em excesso. Dentre os sintomas tem-se: secreções nasais, inchaço, lacrimejamento dos olhos e espirros frequentes. Caso o tratamento não seja realizado, estas doenças podem evoluir para um corrimento aquoso nos olhos e um espessamento da secreção do nariz, podendo obstruir as narinas e asfixiar o animal.

Logo, é muito importante que os criadores se atentem a ambiência do plantel e saibam reconhecer todos esses sinais citados anteriormente para que procurem orientação o mais rápido possível e evitem a perda dos animais. 

Referências:

Clique para acessar o andrade-9788575413869-15.pdf

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s