Bubalinocultura – Raças existentes no Brasil (parte 1)

Atualmente, no Brasil, há quatro raças reconhecidas pela Associação Brasileira de Criadores de Búfalos – ABCB, cada raça apresenta sua própria característica, porém, existe algo que elas tem em comum, todas encantam pela sua mansidade, o que ajuda na sua criação e em seu manejo.

Murrah

muçarela de búfala (Foto: João Paulo/Divulgação)
Fonte: Globo Rural

Esta raça é de origem indiana, mas especificamente ao sul do estado de Punjab – Índia. Seu nome na língua Hindu significa “caracol ou espiral/espiralado” pela formação de seus chifres que são encaracolados. Manchas brancas não são aceitas no animal, exceto no extremo da traseira (isso se dá pelo fato de que na Índia, os animais totalmente negros são considerados mais produtivos em relação aos animais com manchas brancas).

Raça mais numerosa no Brasil e considerada excelente raça leiteira, porém, possui uma excelente aptidão para corte, já que o macho adulto, vivo, chega a pesar de 650 a 800 kg. Entretanto, sua principal aptidão é leiteira, pois, as fêmeas apresentam úbere bem desenvolvidos, com veias bem marcadas e quartos bem enquadrados, podendo assim, produzir cerca de 1650 – 2500 litros de leite no seu tempo de lactação, com duração média de 270 – 300 dias.

Mediterrâneo

ABCB | Associação Brasileira de Criadores de Búfalo
Fonte: ABCB

Conhecido também como búfalo italiano, descendem de vários animais trazidos de diferentes épocas da Índia e Itália, diferente de outras raças, são comuns outras cores em seu corpo, como cinza escuro e marrom escuro, além da própria cor negra, manchas brancas não são aceitas, permitida apenas no extremo da traseira. Os chifres são medianos e tem sua forma de meia lua.

São animais desenvolvidos para a produção de leite, podendo produzir cerca de 1500 – 2000 litros em 270 – 290 dias, mas também vem mostrando um alto índice na aptidão de corte, com seu corpo robusto e musculoso, o macho, vivo, pode chegar a pesar de 700 a 800 kg e a fêmea, com seu úbere bem formado, 550 a 600 kg.

Mesmo esses animais sendo de criação fácil, sendo rústicos, é necessário ter algumas preocupações que é necessário pensar. Para ter uma produção que agrade ao produtor, é importante que sejam manejados sem estresse e sempre pensando no seu bem estar, com uma alimentação rica em nutrientes para ajudar em sua produção tanto para leite, carne ou trabalho.

Referências

http://www.bufalo.com.br

http://www.almanaquedocampo.com.br/imagens/files/Raças%20unesp.pdf

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s