Manejo Nutricional em Bovinos de leite

Para ter êxito na produção de leite, os animais devem ter uma boa nutrição, uma dieta balanceada feita por profissionais capacitados.  Dietas mal formuladas podem levar o produtor a ter sérios prejuízos na produção, pois os animais não conseguirão expressar todo seu potencial produtivo, resultando em perda de dinheiro. Formulações com excesso de proteína sobrecarregam o fígado e os rins dos animais e com excesso de carboidratos  ao acumulo de gordura,  acarretam em uma  maior propensão  predispondo problemas reprodutivos em vacas  leiteiras.
Com o manejo e a dieta ajustados, a produção  dos bovinos de leite pode aumentar e consequentemente o lucro do produtor.


  Com a finalidade de planejamento produtivo e nutricional das vacas em produção, a lactação desses animais é divida em três fases: do parto aos 100 dias de lactação; entre 100 e 200 dias de lactação; e entre 200 e 300 dias de lactação. Cada fase é caracterizada por particularidades inerentes quanto ao manejo nutricional e alimentar das vacas e para que dietas ajustadas sejam formuladas fatores como sistema de produção, raça, ordem de lactação e escore de condição corporal devem ser considerados.

Sistemas de Alimentação

Bezerros

O bezerro é um monogástrico com o estômago apresentando características diferentes do ruminante adulto, não sendo capaz de utilizar alimentos sólidos, tem reflexo para mamar e tem todas as condições fisiológicas e bioquímicas para utilizar o leite. Sob condições normais de alimentação e manejo, em sessenta a noventa dias este bezerro se transforma em ruminante com habilidade para sobreviver com alimentos volumosos e concentrados.

Novilhas

A puberdade ou a idade ao primeiro cio é reflexo da idade fisiológica (tamanho ou peso) e não da idade cronológica da novilha. Deste modo, o plano de alimentação a ser adotado para as novilhas será aquele que, de forma mais econômica permita que elas atinjam o peso para cobrição o mais cedo possível. O peso vivo para cobrição das novilhas varia de acordo com a raça, sendo o mínimo de: 340 Kg para a raça Holandesa, 330 Kg para a Pardo-Suíça, 230 Kg para a Jersey, 320 Kg para as mestiças Holandês x Zebu e    280 Kg para a mestiças Jersey x Zebu.

Vacas em Lactação

Nas duas primeiras lactações da vida de uma vaca leiteira, deve-se fornecer alimentos em quantidades superiores àquelas que deveriam estar recebendo em função da produção de leite, pois estes animais ainda continuam em crescimento, com necessidades nutricionais bastante elevadas. Assim, recomenda-se que aos requerimentos de mantença sejam adicionados 20% a mais para novilhas de primeira cria e 10% para vacas de segunda cria, cada fase possui uma necessidade diferente, O ideal é o produtor procurar um profissional Zootecnista para melhor executar tais Dietas.

Referência:

https://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Leite/LeiteCerrado/alimentacao/12.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s